Igreja de Fraumünster

A Igreja de Fraumünster é uma das principais testemunhas da história de Zurique e os seus muros oferecem um fiel relato dos principais acontecimentos que marcariam o rumo da cidade.

Um pouco de história

O Convento de Fraumünster foi construído para albergar as mulheres da aristocracia europeia. Com o apoio do Imperador Henrique III, o convento desfrutava de numerosos direitos que incluíam, entre outros, a cobrança de passagem, a cunhagem de moedas e mercados próprios, contribuições que faziam crescer notavelmente o seu patrimônio e acabariam por fazer da abadessa uma das pessoas mais importantes e influentes de Zurique.

Com a chegada da Reforma, perdeu-se uma importante parte do patrimônio artístico da Igreja de Fraumünster, pois esta corrente considerava que os templos não deviam contar com nenhum tipo de decoração que pudesse distrair os fiéis da sua missão de ouvir a voz de Deus, pelo que durante este período as igrejas ficaram praticamente sem nenhuma decoração.

Séculos mais tarde, surgiu a tentativa de solucionar esta falta de decoração instalando bonitos vitrais coloridos que, com uma maravilhosa mistura entre modernidade e história, mostram cenas bíblicas banhadas com cores chamativas ao filtrar a luz sobre o interior da igreja.

Em 1525, a abadia foi extinta e com o passar do tempo se tornou em um dos principais lugares para visitar em Zurique.

Percorrendo a Igreja de Fraumünster

A Igreja de Fraumünster de Zurique foi construída ao estilo românico e com o passar do tempo as instalações foram sendo ampliadas com o estilo gótico, pelo que atualmente conta com uma chamativa fusão de estilos que lhe confere uma aparência muito especial.

Infelizmente, uma grande parte da construção foi demolida durante o século XIX, mas ainda se conservam algumas partes originais, das quais destaca a cripta subterrânea. Outra das zonas que chamam a atenção dos visitantes é o claustro decorado com os frescos coloridos de Paul Bodmer, através dos quais se conta a história da construção da igreja.

No interior, é especialmente interessante observar os coloridos e chamativos vitrais desenhados por Chagall, além do órgão com mais de 5.000 tubos, o maior de Zurique.

Uma visita imprescindível

A Igreja de Fraumünster é uma das visitas imprescindíveis de Zurique, além de ser um dos principais templos da cidade ao lado da Igreja de GrossmünsterA sua exuberante cúpula de cor verde é um dos pontos com maior destaque do horizonte de Zurique e aparece em todas as fotos dos visitantes.

Horário

De 1º de novembro até 29 de fevereiro: das 10:00 às 17:00 horas.
De 1º de março até 31 de outubro: das 10:00 às 18:00 horas.

Preço

Adultos: Fr5 (US$5,30).
Estudantes e menores de 16 anos: entrada gratuita.

Transporte

Bonde: Paradeplatz, linhas 3, 4, 10 e 15.